História da TV

Resumo cronológico da História da TV

1950

A pré-estréia da Televisão no Brasil aconteceu no dia 3 de Abril de 1950. Foi com uma  apresentação de Frei José Mojica e as imagens foram assistidas em aparelhos instalados no saguão dos Diários Associados.

No dia 10 de setembro foi transmitido um filme onde Getúlio Vargas falava sobre seu retorno à vida política.  

Finalmente no dia 18 de setembro a TV Tupi de São Paulo, PRF-3 TV, canal 3, foi inaugurada.  Era a concretização do sonho de um pioneiro da comunicação no Brasil: Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, que já controlava uma cadeia de jornais e emissoras de rádio chamada Diários Associados.

Chateaubriand havia encomendado à RCA equipamento para duas emissoras de televisão. A antena foi instalada no edifício do Banco do Estado de São Paulo.

“TV na Taba“, apresentado por Homero Silva, foi o primeiro programa transmitido. Teve a participação de Lima Duarte, Hebe Camargo, Mazzaropi, Ciccilo, Lia Aguiar, Vadeco, Ivon Cury, Lolita Rodrigues, Wilma Bentivegna, Aurélio Campos, do jogador Baltazar e da orquestra de George Henri.

Logo na estréia a TV Brasileira teve de mostrar seu poder de improviso. Eram apenas duas câmeras e horas antes do começo da transmissão uma pifou. Os técnicos americanos aconselharam que a “festa” fosse adiada, mas lá estava o diretor Cassiano Gabus Mendes, outro pioneiro da TV brasileira, que decidiu ir ao ar mesmo só com uma câmera.   

A transmissão foi assistida através de 200 aparelhos importados por Chateaubriand e espalhados pela cidade.

Logo, com ajuda dos profissionais do rádio, jornal e do teatro, as transmissões aconteceiam das 18 às 23h e foi colocado no ar o primeiro telejornal: “Imagens do Dia“.

Os primeiro anunciantes da Tv Brasileira foram : Sul América Seguros, Antárctica, Moinho Santista e empresas Pignatari (Prata Wolf).


1951

Já no ano seguinte a inauguração existiam, aproximadamente, 7 mil aparelhos de televisão entre São Paulo e Rio de Janeiro.

No dia 20 de Janeiro, dia de  São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, a TV Tupi da “Cidade Maravilhosa” inicia suas operações.

Começam também a fabricar no Brasil aparelhos receptores de TV. Os primeiros foram da marca “Invictus”, de Bernardo Kocubej.

“Sua vida me pertence“, a primeira telenovela brasileira, vai ao ar. Escrita por Walter Foster e estrelada pelo próprio Foster, Lia de Aguiar, Vida Alves, José Parisi e Dionísio de Azevedo. Eram dois capítulos por semana transmitidos pela Tupi.


1952

Dia 14 de Março a TV Paulista, canal 5 de São Paulo, pertencente as Organizações Victor Costa, é inaugurada.

Na Tupi já estavam no ar os seguintes programas: “TV de Vanguarda”, o primeiro e mais importante teleteatro da TV brasileira, “Clube dos Artistas“, único dos programas pioneiros a ficar no ar até 1980 e a primeira adaptação do “Sítio do Pica-Pau Amarelo” de Monteiro Lobato, escrita por Tatiana Belinky e dirigida por Júlio Gouveia.


1953

Um sucesso do rádio encanta e faz sucesso na TV: “Repórter Esso“. Foi ao ar pela primeira vez no dia 17 de junho.

Em 27 de Setembro foi inaugurada a TV Record de São Paulo.

Na TV Paulista vai ao ar o primeiro “circo” na TV: “Circo do Arrelia“, que depois foi apresentado pela TV Record; e “A Praça da Alegria“, apresentada por Manoel de Nóbrega.


1954

O primeiro seriado produzido no Brasil vai ao ar. Era estrelado por Ayres Campos e Idalina de Oliveira, foi exibido na TV Record.  Era o “Capitão 7“.


1955

Em 18 de Setembro de 1955 acontece outro marco importante para a TV Brasileira. esta é a data da primeira transmissão externa direta com a transmissão do jogo Santos X  Palmeiras, na Vila Belmiro, pela TV Record..

Na Tupi faz sucesso “O Céu é o Limite“, de J. Silvestre, precursor de todos os programas de perguntas e respostas da TV brasileira. 

Para a criançada tinha na TV Record a “Grande Gincana Kibon“, iniciado em 17 de Abril daquele ano, ficando no ar por 16 anos.

A Tv no Brasil crescia a passos largos. No dia 15 de julho foi inaugurada mais uma emissora: a TV Rio, de João Batista do Amaral e Paulo Machado. Em 8 de setembro é inalgurada a TV Itacolomy de Belo Horizonte.


1956

O sucesso da Tv é tanto que o mercado publicitário investiu pesado. Já em 1956 as três emissoras de TV de São Paulo arrecadavam mais que as treze emissoras de rádio. A essa altura a TV atingia a cerca de um milhão e meio de telespectadores em todo o Brasil.

Mais nove estações da Rede dos Diários Associados (Assis Chateaubriand) são inauguradas: Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife, Campina Grande, Fortaleza, São Luís, Belém e Goiânia.

“Poliana“, a primeira telenovela infantil vai ao ar pela Tupi, com adaptação de Tatiana Belinky e direção de Júlio Gouveia. 

Também a Tupi realiza neste ano a primeira transmissão interestadual. Foi o jogo Brasil x Itália, direto do Maracanã no Rio de Janeiro para São Paulo. Para realizar a transmissão o técnico da Tupi, Reinaldo Paim, construiu três antenas, utilizando tela de galinheiro.


1957

Em 11 de dezembro, começam as transmissões para o interior de São Paulo.


1958

Pela primeira vez no Brasil é usado o videoteipe. Foi no “TV de Vanguarda“, da TV Tupi de São Paulo, com a apresentação de “O Duelo“, de Guimarães Rosa. Ainda não havia a possibilidade de montagem/edição do VT.


1959

É inaugurada a TV Excelsior de São Paulo.

“Paulistas e Cariocas“, da TV Tupi, foi o primeiro programa exibido simultaneamente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Naquele ano, em 21 de setembro, Assis Chateaubriand assina uma escritura doando 49% de suas ações e cotas das empresas Associadas a 22 funcionários de sua total confiança.

Assinada em Outubro, pelo então Ministro da Justiça, Armando Falcão, a primeira legislação regulamentando a censura de TV no Brasil.

1960

Em 1960 já existiam 200 mil aparelhos receptores de televisão.

Em maio acontece o primeiro incêndio na Tv Record.

O videoteipe passa a ser utilizado com mais regularidade no programa “Chico Anísio Show”, dirigido por Carlos Manga. As propagandas que eram apresentadas ao vivo passam a ser gravadas.

Com a inauguração de Brasília, transmitida para todo o Brasil, o governo começa a investir nas transmissões à distância para atingir um maior número de telespectadores. As imagens chegam a São Paulo, Rio e Belo Horizonte e a TV Tupi foi a primeira emissora a ocupar um link e transmitir em cadeia no Brasil, através de 1.200 km, com 7 torres de transmissão.

O primeiro teleteatro a usar o VT foi “Hamlet”, de William Shakespeare, adaptado e dirigido por Dionísio de Azevedo, da TV Tupi.

A TV Cultura junto com a Secretaria de Educação de São Paulo colocam no ar o primeiro Telecurso, preparando candidatos para o exame de admissão ao ginásio.


1961

Através de decreto federal, o intervalo comercial é fixado em três minutos e é proíbida a participação de menores de 18 anos em programação de debates.


1962

Assis Chateaubriand, em uma cadeira de rodas devido a uma dupla trombose cerebral, faz  a doação dos 51% de ações e cotas restantes das empresas Associadas para os mesmos colaboradores, com exceção de seu filho Gilberto que é substituído por Paulo Cabral de Araújo.

O VT é utilizado regularmente, melhorando o acabamento dos programas, e possibilitando a exibição dos mesmos programas em diferentes lugares sem a necessidade de links e transmissores, que custavam muito caros. As imagens gravadas seguiam de carro ou avião e os capítulos das telenovelas podiam finalmente serem gravados com antecedência, diminuindo os erros de texto, barateando o custo de montagem de cenário e possibilitando a exibição de capítulos diários.

É instituído o “Código Brasileiro de Telecomunicações” e  criado o Conselho Nacional de Telecomunicações (CONTEL), autorizando o governo federal a constituir uma empresa pública, Empresa Brasileira de Telecomunicações.

É criada a ABERT, Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão. Seu  primeiro presidente foi o deputado João Calmon. A primeira conquista foi a mudança no prazo de concessão, que era de 3 anos e passa a ser de 15 anos.

Jânio Quadros obriga , por decreto, a dublagem de todos os filmes transmitidos pela TV. 

Também por decreto era obrigatória a transmissão diária de 25 minutos de filmes brasileiros.

É inaugurada a TV Gaúcha, em Porto Alegre.

Na TV Paulista,  Sílvio Santos faz sua estréia com o programa dominical “Vamos Brincar de Forca ?”, com duas horas de duração.

Na TV Rio fazem sucesso os seguintes programas: “O Riso é o Limite”, humorístico, líder de audiência; “Teatro Moinho de Ouro”, produção de Vitor Berbara; “Praça da Alegria” da TV Paulista com Manuel da Nóbrega;  “Preto no Branco” com a voz de Sargentelli; “Moacyr Franco Show”; e “Chacrinha”.

A TV Excelsior inicia sua grande arrancada rumo à esdpecialização em dramaturgia, adquirindo modernos equipamentos, contratando os melhores profissionais, como Carlos Manga, e construindo um grande estúdio no bairro da Vila Guilherme, em São Paulo.


1963

Com as modificações implantadas em 1962, a  TV Excelsior de São Paulo coloca no ar  a primeira telenovela diária: “2-5499 Ocupado”, direção de Tito de Miglio, com Glória Menezes e Tarcísio Meira.

Decreto regulamenta a programação ao vivo da TV.


1964

“O Direito de Nascer”, telenovela dirigida por J.B. de Oliveira, o Boni, baseada num script de rádio, vai ao ar na TV Rio.

Com a Ditadura de 64 vieram a censura e os seriados americanos: “Batmasterson”, “Bonanza”, “A Feiticeira”, “Perdidos no Espaço”, “Papai sabe tudo” etc.

A TV Excelsior do Rio é inaugurada, criando a linha de shows.


1965

Começa na TV Excelsior “Redenção”, a mais longa das telenovelas brasileiras, autoria de Raimundo Lopes, direção de Waldemar Moraes e estrelada por Regina Duarte, Lélia Abramo e Márcia Real.  “Redenção” teve 594 capítulos.

A TV Excelsior também apresentou o “1º Festival da Música Popular Brasileira”. A música vencedora foi “Arrastão”, de Edu lobo, interpretada por Elis Regina.

Investimentos do Estado, com o dinheiro arrecadado pelo Fundo Nacional de Telecomunicações e gerenciado pela recém-criada EMBRATEL, possibilitaram a construção de um sistema de microondas, crédito para a compra de receptores;  infra-estrutura para a sua expansão.

Inaugurada a TV Globo do Rio de Janeiro, canal 4 e às 11h do dia 26 de abril de 1965, a Rede Globo de Televisão entra no ar também em São Paulo, através do Canal 5 (antiga TV Paulista, adquirida do grupo Victor Costa).

Na Record vai ao ar o musical “O Fino da Bossa”, com Elis Regina e Jair Rodrigues,  marcando o sucesso dos musicais.

Em Agosto, mais precisamente no dia 22, também a Record põe no ar o programa “Jovem Guarda”, com Roberto Carlos.


1966

O Departamento Federal de Segurança Pública decreta novas normas de censura à TV.

Hebe Camargo estréia, em 10 de abril, seu programa dominical na TV Record e é líder de audiência.

Mais um incêndio, em 29 de Julho, atinge os estúdios da TV Record de São Paulo. Mesmo assim é realizado o “2º Festival de Música Popular Brasileira”. Venceram: Chico Buarque com “A Banda” e Geraldo Vandré com “Disparada”.

A Rede Globo passa a ser dirigida por Walter Clark, vindo da Tv Rio, que implementou um padrão de qualidade à emissora: o até hoje chamado “Padrão Globo”.

Sílvio Santos apresenta na TV Globo o programa “Música e Alegria”, com 4 horas de duração aos domingos.

Instalada uma CPI para investigar a associação da Rede Globo com o grupo americano Time Life, o que era proíbido pela legislação brasileira. As denúncias partiram do senador João Calmon, ligado às Emissoras Associadas (TV Tupi).

A Globo entra firme nas novelas e Gloria Magadan, autora cubana, escreveu para a emissora “Eu compro esta mulher” e “O Sheik de Agadir”.

Incêndio na TV Excelsior. Crise financeira na emissora, que chega a atrasar em dois meses o pagamento dos funcionários.


1967

É criado o Ministério das Comunicações.

Inaugurada a TV Bandeirantes  de São Paulo.

Na TV Record fazem sucesso:  os humorísticos “Família Trapo”“Praça da Alegria”, de Manoel da Nóbrega, que antes era exibido pela TV Paulista.

“Os Miseráveis”, a primeira novela da Bandeirantes, vai ao ar. É uma  adaptação de Walter Negrão e Chico de Assis. Os capítulos tinham 45 minutos de duração.

A Globo populariza a programação, apresentando programas de auditório (Sílvio Santos, Chacrinha e Dercy Gonçalves).

A CPI da Câmara dos Deputados que investigou o caso Globo/Time-Life apresenta o parecer de seu relator Djalma Marinho, considerando que o acordo da Globo com o grupo americano infringia o artigo 160 da Constituição da República, no entanto em março deste mesmo ano, o presidente Castelo Branco e o procurador-geral da República consideraram a operação legal, fechando o inquérito e declarando infundadas as acusações.


1968

Inauguração da Rede Nacional de Microondas sistema de transmissão por satélites. Telstar.

O programa dominical de Silvio Santos passa a ter seis horas de duração.

Incêndio na TV Record.

A TV Record coloca no ar o programa “Quem Tem Medo da Verdade”, sob o comando de Carlos Manga. No programa artistas eram  julgados por problemas pessoais.

Na Globo fazem sucesso: “Dercy de Verdade”, no Rio; “Casamento na TV” e “SOS Amor”, ambos apresentados por Raul Longras e “O Homem de Sapato Branco”, em São Paulo.

Em setembro, sob pressão do senador João Calmon e Carlos Lacerda, o presidente Costa e Silva considera ilegal o acordo entre a Globo e a Time-Life. A emissora é obrigada a se nacionalizar.

O lançamento da nave espacial Apollo IX é transmitido, via satélite pela TV Globo.

Na Tupi os destaques eram: “Domingo de Verdade”, comandado por J. Silvestre e  “Os Sete Samurais”, onde todos os profissionais, incluindo os técnicos, se vestiam de samurais.


1969

A TV Cultura de São Paulo passa ao controle da Fundação Padre Anchieta, Centro de Rádio e TV Educativa do Estado de São Paulo.

O Brasil inaugura a Estação Terrena de Tanguá e a Estação Rastreadora de Itaboraí, no Rio de Janeiro, para transmissões internacionais via satélite. Através delas foi possível a transmissão da chegada do homem à Lua pela TV Globo.

Foi um ano marcado também por incêndios nas sedes das emissoras:

Incêndio no Teatro Consolação da TV Record.

Incêndio na TV Globo de São Paulo. Por causa do incêndio a emissora passou a centralizar no Rio de Janeiro toda a produção de programação da Rede.

Incêndio da TV Bandeirantes.

Incêndio no Teatro Paramount da TV Record.

Em 1º de Setembro, estréia o “Jornal Nacional”, da Rede Globo, marcando o início das operações em rede no Brasil. O noticiário era apresentado por Heron Domingues e Léo Batista. Foi o primeiro programa regular a ser transmitido em rede nacional  e implementou um novo estilo de jornalismo na TV brasileira.

A Rede Globo assume a liderança absoluta de audiência.

No ar, a novela “Véu de Noiva” faz sucesso na Globo.

A Time-Life retira-se da Globo.

Na TV Tupi o sucesso era a novela “Beto Rockfeller”, idéia de Cassiano Gabus Mendes, escrita por Bráulio Pedroso e dirigida por Lima Duarte e Walter Avancini. Participaram deste sucesso, lembrado até hoje:  Luiz Gustavo, lrene Ravache, Bete Mendes e Débora Duarte entr outros. Foi a primeira vez que se incorporava a realidade (ruas e edifícios da cidade e acontecimnetos reais) com cenário e pano de fundo de uma novela.

Após 16 pedidos de falência, em 1969, o Grupo Simonsen não consegue repassar a TV Excelsior e a emissora  é extinta, depois de 10 anos no ar.

 

1970

O Censo de 1970 aponta o número de aparelhos de televisão chegou a 4 milhões de lares, atingindo, aproximadamente, a 25 milhões de telespectadores.

Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro, no dia 10 de Janeiro.

Faz sucesso na Globo a novela “Irmãos Coragem”.

Inaugurada em 25 de Janeiro a TV Gazeta de São Paulo.

Incêndio nos estúdios da Vila Guilherme da TV Excelsior, em 17 de Julho.

Cassada a concessão da TV Excelsior, canal 9 de São Paulo, em 28 de setembro.


1971

Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro, em 28 de Outubro.

Começa a preparação para a implantação da Tv a cores. Adaptação de equipamentos e treinamento de técnicos.

O Ministério das Comunicações baixa decreto que regulamenta 3 minutos de comercial para cada quinze minutos de programação.

Incêndio na TV Record.

A novela “Meu Primeiro Amor”, da TV Globo, lança o merchandising, com o lançamento de uma nova linha de bicicletas.


1972

O ano da “tv a cores” no Brasil. Em 31 de Março acontece a primeira transmissão a cores da TV brasileira: a Festa da Uva de Caxias do Sul / RS.  O sistema adotado no país é o PAL-M e a TV Globo é a mais adiantada na implantação das imagens coloridas.

Regulamentada pelo PRONTEL (Programa Nacional de Telecomunicações) a formação de redes de TV.


1973

Vai ao ar pela primeira vez o programa “Fantástico”, da Rede Globo. Mesclando  informação e variedades fez grande sucesso.

O programa “Caso Especial – Carnê de Baile”, da Globo, marca o início das transmissões de programas com imagens coloridas. As emissoras tiveram que melhorar a qualidade de cenários, figurinos, maquiagens, vinhetas, etc, pois a transmissão colorida revelava mais imperfeições que a transmissão em P&B.

“O Bem Amado” da TV Globo foi a primeira novela colorida.

A  Tupi começa a trabalhar em rede, contando com um maior número de emissoras que a Globo.

Flávio Cavalcanti, pela TV Tupi, lidera a audiência aos domingos à noite. Polêmico, o programa chega a ser suspenso por 60 dias, devido a dois assuntos abordados: o português que mora na ilha de Marajó e tem um harém, incluindo a própria filha e o marido que empresta a mulher para o amigo porque está impotente).


1974

“João da Silva”, a primeira telenovela educativa, vai ao ar. Ela foi realizada pela TV Cultura de São Paulo.

A Globo segue na frente quanto à implantação da programação colorida. Neste ano já soma 8 horas diárias de programação a cores.

A Tupi lança sua programação nacional e centraliza em São Paulo a geração da programação. 


1975

O jornalista Wladimir Herzog, do Departamento de Telejornalismo da TV Cultura de São Paulo, é assassinado.


1976

Inaugurada em janeiro a TV Studios (TVS), no Rio de Janeiro, embrião do SBT, de propriedade de Sílvio Santos..

Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro.

O “Programa Silvio Santos” deixa a Rede Globo, em Agosto, e passa a ser transmitido pela Rede Tupi e TVS.

Roberto Marinho recebe o prêmio internacional Emmy, como Homem Destaque da Televisão.


1977

Decreto regulamenta a propaganda governamental gratuita.

Em 7 de Março, a Globo coloca no ar a versão de maior audiência do “Sitio do Pica-Pau Amarelo”, telenovela infantil.

Mauro Salles assume a vice-presidência dos Diários e Emissoras Associadas (Rede Tupi) para tentar salvar a empresa que estava à beira da falência. Ele se afasta do cargo dois meses depois.

Inaugurada a TV Guanabara do Rio de Janeiro, fazendo com que a Bandeirantes inicie a formação de sua Rede.

É cassada a concessão da TV Rio.

Sílvio Santos se associa ao Grupo Paulo Machado de Carvalho na TV Record.

Na TV Tupi a novela ds 20h, “O Profeta”, faz sucesso e preocupa a TV Globo.

Mais um incêndio na TV Record. A programação da emissora, sériamente prejudicada, acaba sendo mantida com filmes.


1978

O Telecurso 2º grau, produzido pela Fundação Roberto Marinho e Fundação Padre Anchieta, vai ao ar é torna-se o programa educativo de maior sucesso na TV brasileira.


1979

A Rede Globo coloca no ar as “Séries Brasileiras”.

Carlos Augusto de Oliveira, o Guga, vai para a Bandeirantes, que inicia uma nova fase. O marco da mudança é a novela “Cara a Cara”, de Vicente Sesso dirigida por Jardel Mello.

 

1980

Final da censura oficial ao telejornalismo (3 de fevereiro).

Em 14 de Julho, sai do ar a primeira emissora inaugurada no país: a TV Tupi de São Paulo. É o fim da Rede Tupi de Televisão.   Permanecem no ar somente as TVs Brasília e Itapuã.

O Governo Federal anuncia em 23 de julho de 1980 a abertura de concorrência para a exploração de duas novas redes de TV.   Estavam em jogo as sete concessões que pertenciam à Tupi, mais duas que pertenciam à TV Excelsior de São Paulo e à TV Continental do Rio de Janeiro, também extintas. A primeira nova rede de televisão ficaria com quatro emissoras e a segunda com as outras cinco.

Início das operações do SBT – Sistema Brasileiro de Televisão.

Resultado da concorrência para as duas novas redes de TV:

Ficaram com o empresário Sílvio Santos as seguintes emissoras: Canal 04, de São Paulo; Canal 9, do Rio de Janeiro, Canal 05, de Porto Alegre; canal 02, de Belém.

A outra rede foi entregue ao empresário Adolpho Bloch: Canal 09, de São Paulo; Canal 06, do Rio de Janeiro; Canal 04, de Belo Horizonte; Canal 06, de Recife; e Canal 02, de Fortaleza.


1981

O SBT transmite, ao vivo, em 19 de agosto, a cerimônia de assinatura dos contratos definitivos das concessões dos novos canais de TV para o próprio SBT, de Sílvio Santos e para o Grupo Bloch, de Adolpho Bloch.


1982

A Rede Globo recontrata o Chacrinha e cria o “Caso Verdade”, uma espécie de “mini novela” no final de tarde.

A Rede Globo possui 42 estações afiliadas e 5.500 funcionários.

O SBT com 22 emissoras afiliadas e 2.500 funcionários parte para uma linha mais popular, passando rapidamente à vice-liderança


1983

Inaugurada a Rede Manchete, com equipamentos de última geração, apresentando  filmes e séries premiadas, numa programação voltada para as classes mais altas.

Em julho, durante greve nacional de trabalhadores a TV Bandeirantes teve seus transmissores lacrados.


 

Fontes: Este conteúdo foi extraído do site www.tudosobretv.com.br , apesar de alterações na construção do texto.   Veja mais links para páginas sobre o assunto, contendo a História da TV, na seção “Links”.

Anúncios

One response

19 06 2008
uohaa

Uma Grande materia Simone!!
Parabems pelo trabalho, te agradeco por tua dedicacão!!

Amiga poderia você me vistar no dia 1 de agosto?
uoha. com te espera e agradece desde Ja!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: